============================================================================================
Rio Grande do Sul - Pelotas -   Outras instituições - Educação
   ============================================================================================
Outras instituições - Educação - Na Cidade de Pelotas, as instituições de ensino fundamental, médio e superior, desde a região central, urbana e bairros. Quando couber, as fontes associadas a determinada apresentação serão citadas.
Academia Pelotense de Letras
A Academia Pelotense de Letras, no interior do Parque D. Antônio Záttera, nas proximidades da esquina da rua Dr. Amarante com a rua Andrade Neves, ocupa o prédio que pertenceu à Escola João Affonso, na antes, Praça Júlio de Castilhos.
A escola foi construída pelo município e presta uma homenagem ao ilustre Professor João Affonso Correa de Almeida, que teve importante participação no desenvolvimento educativo-cultural da cidade no fim so século XIX e início do século XX.  Entre suas participações destacam-se:  a) - um dos fundadores da Biblioteca Pública, no ano de 1872;  b) - em 1881, juntamente com os Professores Bibiano de Almeida e Benjamim Manoel Amarante foi fundador do esplêndido Colégio Sul-Americano;  c) - em 1887, juntamente com o Professor Francisco Paula Pires assumiram os cursos noturnos, que foram criados sob a responsabilidade da Biblioteca Pública;  d) - a partir de 1º. de abril de 1907, quando se iniciou a Academia de Comércio do Clube Caixeiral, foi integrante do corpo docente por muitos anos.
Fonte: www.vivaocharque.com.br/albuns/perello/perello04/perello04.htm
Bibliografia: Pelotas - A Cidade de Pelotas - Fernando Luís Osório. Retorna ao topo
Colégio Félix da Cunha


Colégio Félix da Cunha - Rua Bejnamin Constant esquina da Rua Almirante Barroso
Colégio Municipal Pelotense
Colégio Municipal Pelotense, na Rua Marcílio Dias esquina Avenida Bento Gonçalves.
Colégio São José
Colégio São José - Rua Félix da Cunha, 400 (frente à Praça Conselheiro Macial), esquina da Rua 3 de Maio. - Foto: Wikipédia.
Colégio São José - Rua 3 de maio, esquina da Rua Gonçalves Chaves, adiante a Praça Conselheiro Maciel, na esquina da rua Félix da Cunha. - Foto: Valery Pugatch.
Esquerda: Entrada pela rua Félix da Cunha - Foto: Anabel Alzaibar. - Direita: Entrada pela rua Félix da Cunha - Foto: Henrique Giovanini.
Escola Estadual de Ensino Médio Monsenhor de Queiróz






Escola Estadual de Ensino Médio Monsenhor de Queiróz - Rua Dr. Miguel Barcelos, 563
O prédio foi construído no século XIX para residência de Miguel Rodrigues Barcelos - Barão de Itapitocaí.  Aqui o médico pelotense residiu com sua primeira esposa, Eulália Bárbara de Azevedo e, em segundas núpcias, com Joana de Mendonça Cunha, até 1902 (?*1). Em 02/02/1903 o prédio se tornou sede provisória do Colégio Municipal Pelotense. Atualmente é sede da Escola Estadual de Ensino Médio Monsenhor de Queiróz. Inexiste, nas fontes, informações sobre estilos de construção do prédio. (?*1) Conflito: faleceu em Pelotas em 1 de Dezembro de 1896, logo não podia ter morado no prédio até 1902. Creio que tenha sido a segunda esposa quem morou até essa data
Escola Estadual de Ensino Médio Nossa Senhora de Lourdes
Escola Estadual de Ensino Médio Nossa Senhora de Lourdes - Rua Gal. Osório, 559. - Foto: Perfil do Facebook
Escola Estadual de Ensino Médio Nossa Senhora de Lourdes - Rua Gal. Osório, 559.
Faculdade de Direito


Faculdade de Direito - 1929 - Praça Conselheiro Maciel.

A Congregação do Ginásio Pelotense, em sessão realizada a 7 de setembro de 1912, aprovou o projeto de fundação da Faculdade de direito, ficando como diretor interino o Dr. José Júlio de Albuquerque Barros. A data oficial de fundação é de 12 de setembro de 1912.  Os cursos da faculdade foram iniciados em abril de 1913, funcionando, inicialmente, em parte de dois imóveis: O Ginásio Pelotense e a Biblioteca Pública Pelotense.  Na administração do Dr. Augusto Simões Lopes, em data de 29 de agosto de 1928, no gabinete do intendente foi assinada a escritura de doação pela municipalidade de terreno localizado à Praça Conselheiro Maciel, para ali ser construído o prédio da Faculdade. Já em 31 de agosto, do mesmo ano, foi solenemente lançada a pedra fundamental.  Como a área doada pela municipalidade fosse insuficiente para a execução do projeto, foram feitas doações pelos descendentes do Conselheiro Maciel.
O projeto da construção foi elaborado pela firma Dia & Requião, para um prédio de 2 pavimentos, com vestíbulo, portaria, diretoria e três salas de aula no térreo, e no pavimento superior salão com sacada e mais cinco salas de aula.  Posteriormente houve o acrescimo de duas alas laterias para serem ocupadas pela Biblioteca e Auditório.  A inauguração do prédio foi em 1929.

Fonte:www.vivaocarque.com.br/albuns/perello/perello04/perello04.htm
Bibliografia: "100 Imagens da Arquitetura Pelotense" / "A Cidade de Pelotas - Fernando Luís Osório" / "Nossa Cidade Era Assim - Heloisa Assumpção Nascimento".
Faculdade de Odontologia
Faculdade de Odontologia de Pelotas - Universidade Federal de Pelotas - Rua Gonçalves Chaves, 457 ao lado do terreno no fundo do Colégio Salis Goulart e que faz esquina com a Rua Tiradentes, na quadra seguinte ao Theatro Guarany, na direção sul. Na direção oeste, o terreno arborizado, cercado com muro faz fundo com o prédio do antigo Colégio Pelotense, depois Sális Goulart, em frente ao prédio dos Correios, pela Rua Félix da Cunha
Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan)


Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan)- Rua Mal. Floriano, 179, esquina de Rua Barão de Santa Tecla. O prédio foi doado à U.F.PEL, por Carmem Trápaga, viúva do Comendador Faustino Trápaga, para sediar a Escola de Belas Artes.
Rio Grande do Sul - Pelotas   -   Outras instituições - Educação