Educação - Tecnologia -   Whisky
Educação - Tecnologia - Whisky
A apresentação de imagens, textos e legendas sobre "Whisky" é uma colaboração anônima
O colaborador indica como fonte e autoria, Gerson (grdm2009@gmail.com)
O Whisky em geral, e o scoth em particular, é um dos melhores amigos do homem. Descubra muito do que você gostaria de saber sobre ele.
Esquerda: Em 1494, o rei Jaime IV da Escócia encomendou "oito recipientes de malte" ao frade John Cor, da abadia de Lindores, com os quais mandaria fazer água vitae, produzida por destilação em um tipo primitivo de alambique.   -   Direita: O pedido, que equivaleria a 400 garrafas, esta arquivado no Registro do Tesouro Público Escocês e é a primeira menção ao whisky na história. Mas a intenção do monarca jamais foi de organizar uma festa open bar com os chegados da corte. Isso porque pelo menos ate 1500 o whisky era restrito ao uso medicinal e produzido somente por médicos e monges.
Esquerda: Conhecida por seu nome em latim, aqua vitae (água da vida), a bebida ganhou tradução em gaélico, uisge beatha, que virou uiskie e depois, whisky por volta de 1708. Hoje o whisky não é considerado uma bebida medicinal, o que é uma lástima, mas, pela tradição e qualidade, continua sendo a "água da vida" para os homens de bem.   -   Direita: Escócia   -   A Terra da Destilaria.  -   Regiões produtoras de scotch e suas peculiaridades.
HIGHLANDS:   As terras altas do norte produzem as bebidas mais cultuadas no país. Seus whiskies tendem a ser robustos e aromáticos.
  
SPEYSIDE


Com cerca de 50 destilarias, é a maior produtora de scotch do país. É cortada pelo rio Spey, e os whiskies aqui produzidos tem toques florais e frutados.
Glenffidich Distillery.
  
ISLAY


Lê-se aila. A costa oeste da Escócia produz um whisky seco e defumado por causa do solo vulcânico e da turfa abundante.
Lagavulin Whisky Distillery.
  
CAMPBELTOWN


As únicas duas destilarias das ilhas do sul garantem um whisky com sabor encorpado e defumado.
Springbank distillery.
  
LOWLANDS


Com apenas quatro destilarias os whiskies do sul caracterizam-se pelo sabor mais doce e suave.
Strathisla distillery.
Só Scoth é Scoth

Para ser considerada um scotch, a bebida deve seguir as regras da Scotch Whisky Order de 1990, a saber: deve ser destilada na Escócia e maturada naquele país por pelo menos três anos em barril de carvalho. Ou seja, nenhum scotch que chega a um copo tem menos de 3 anos de vida. Além disso, o whisky escocês não pode ter nada além de água e caramelo em sua coloração e deve ser engarrafado com no mínimo 40% de teor alcoólico.
  
SINGLE MALT


É feito com cevada maltada em uma única destilaria.
  
BLENDED MALT


É a mistura de dois ou mais malts de diferentes destilarias.
  
SINGLE GRAIN


É feito com base em cereais maltados ou não, como cevada, milho e trigo.
  
BLENDED GRAIN


Mistura de dois ou mais whiskies de grão.
  
BLENDED


Combinação de whiskies de grão e de malte. Um blended pode reunir mais de 60 tipos de whisky.
Todos os Whiskies produzidos fora da Escócia são grafados como "WHISKEY", com um "E" no final, apenas o Scoth pode ser chamado de "WHISKY".
COR:  A cor dá algumas pistas sobre o whisky. Cores escuras indicam notas de nozes e damasco.
AROMA:  Oito termos descrevem os aromas: de cereal, vinoso, turfado (leia-se esfumaçado), amadeirado, picante, floral, frutado e sulturoso. Mas nada o impede de evocar amoras selvagens.
SABOR:  Procure notar o equilíbrio entre os quatro sabores principais: doce, amargo, ácido e salgado. Adjetivos como refrescante, viscoso, caloroso, picante ou enjoativo também podem ser usados para descrever o scotch.
RETROGOSTO:  Depois de beber, avalie se o retrogosto é persistente na boca. Um final duradouro é apreciável, mas whiskies mais leves podem ter um agradável final curto.
Como se faz um Whisky.
  
1 - MALTAGEM:


A cevada é mergulhada em tanques, depois é exposta no chão, onde germina e se transforma em malte.
  
2 - MOAGEM:


O malte então é moído e produz uma farinha áspera que será misturada com água quente, gerando o mosto.
  
3 - FERMENTAÇÃO:


O mosto e misturado com a levedura, que se alimente dos açúcares, liberando gás carbônico e gerando álcool, em um processo que leva de dois a três dias.
  
4 - DESTILAÇÃO:


O líquido é fervido e, como o álcool entra em ebulição mais rápido que a água, ele se separa na forma de vapor. Esse processo é repetido geralmente duas vezes.
4 - MATURAÇÃO:
 Envelhecendo em barris de carvalho, esta é a etapa responsável por dar aroma e sabor ao líquido incolor que sai da destilação.
Depois de beber, avalie se o retrogosto é persistente na boca. Um final duradouro é apreciável, mas whiskies mais leves podem ter um agradável final curto.
Quando o Scoth sai do barril, sua maturação é interrompida, ou seja, não adianta guardar a garrafa por mais 15 anos, pois o líquido não vai envelhecer.
Educação - Tecnologia   -   Whisky