Notícias Locais/Regionais:
    Diário Popular - Pelotas, RS 
    Correio do Povo - P. Alegre, RS 
    Zero Hora - Porto Alegre, RS
 
    Jornal Agora - Rio Grande, RS 

clicRBS

Últimas notícias

Carregando...

  Clima:   
   Pelotas - RS 
   Toda Região Sul 
   Geral - escolher região 
   Região sujeita a Raios/Trovoadas 
 WebCams no Brasil:   
  Rio de Janeiro-RJ Copacabana 
  R. de Janeiro-Copacabana Palace hotel 
  Natal-RN Ponta Negra beach 
  R. Janeiro Copacabana Beach Posto6 
  Santos-SP Itapecirica 
  Guarujá-SP - 16 Câmeras Robóticas 
 Câmeras pelo mundo:   
  Câmeras no mundo - Seleção e pesquisa 
Click to get your own widget
Osmar do Prado e Silva

...

Veja imagens de Satélite em Tempo Real   
Clique na imagem


Natureza Brasileira - Flora do Brasil - Frutos - pág. 4, provém de várias colaborações anônimas com imagens agrupadas após seleção.
 
Em "Frutos do Brasil pág. 04" estamos apresentando imagens e alguns comentários sobre os frutos cultivados, produzidos e/ou, introduzidos no Brasil, independentemente de suas origens.  Ao final de cada apresentação, procuraremos disponibilizar um link para redirecionar para outros sites contendo informações históricas, predominantemente para a enciclopédia Wikipédia.
Esta página abrange de:  [Jatobá]  a  [Pêssego].
J a t o b á.
"Jatobá" (árvore com frutos duros é oriundo do tupi yata'wá.  "Jataí" deriva do tupi yata'i.  "Jutaí" é oriundo do tupi yuta'i.  "Pão-de-ló-de-mico" é uma referência ao pó no interior de seu fruto, que se parece com o pão de ló e que costuma ser consumido pelos micos.
Frutos e folhas do jatobá - no Ceará.
Legumes no topo de jatobazeiro em São Paulo.   O fruto é um legume indeiscente, de casca bastante dura.  Cada legume costuma ter duas sementes e é preenchido por um pó amarelado de forte cheiro, comestível, com grande concentração de ferro, indicado para anemias crônicas.  Doces feitos com esta farinha eram muito comuns até o século XIX.
No interior do legume o pó amarelado de forte cheiro tem, curiosamente, sabor adocicado; dentro, duas grandes sementes.
Flor completa (hermafrodita), em São Paulo.
 
Esquerda: Jatobá provavelmente bicentenário com trinta metros e 1,5 metros de diâmetro em fazenda de Mococa, em São Paulo, no Brasil - Direita:Aspecto de madeira em poda de jatobá, em São Paulo.
 
Esquerda: Piso feito de madeira de jatobá - Direita: Muda de jatobá nascendo.
Origem: O jatobá (Hymenaea courbaril L. var. stilbocarpa (Hayne) Lee et Lang.; Fabaceae - Caesalpinioideae), também chamada jatobá da mata, jataí, jutaí e pão-de-ló-de-mico, é uma árvore originalmente encontrada na Amazônia e Mata Atlântica brasileiras, onde ocorre naturalmente desde o Piauí até o norte do Paraná, na floresta latifoliada semidecidual.  No cerrado, ocorre a espécie H. stigonocarpa, também conhecida como jatobá.   -   Ver Jatobá
J e n i p a p o.
Jenipapo - o fruto é uma baga subglobosa geralmente de cor amarelo-pardacenta.  Sua polpa tem cheiro forte e é comestível, mas é mais apreciada na forma de compotas, doces, xaropes, bebida refrigerante, bebida vinosa e licor.   O licor de jenipapo é uma bebida apreciada na Bahia, em Pernambuco e em cidades de Goiás, inclusive muito vendida em comércios de cidades turísticas como Caldas Novas e Jataí.
A fruta aberta mostrando sua polpa.
 

Origem: Jenipapo é o fruto do jenipapeiro (Genipa americana), uma árvore que chega a vinte metros de altura e é da família Rubiaceae, a mesma do café.  É encontrada em toda a América tropical.  No Brasil, encontramos pés de jenipapo nativos na Amazônia e na mata atlântica, principalmente em matas mais úmidas, ou próximo a rios - a planta inclusive aguenta encharcamento.   -   Ver Jenipapo
L a r a n j a.
 
Esquerda: O fruto da Laranjeira, a Laranja - Direita: As flores e os frutos.
A origem das frutas do gênero Citrus confunde-se, no tempo, com a história da humanidade.  Sabe-se apenas que a maior parte dos frutos cítricos é originária de regiões entre a Índia e o sudeste do Himalaia, onde se encontram, ainda em estado silvestre, variedades de limeiras, cidreiras, limoeiros, pomeleiras, toranjeiras, laranjeiras amargas ou azedas, laranjeiras doces e de outros frutos ácidos aclimatados ou locais.
Laranjal em Avaré, em São Paulo, no Brasil.
Laranjeiras em Sevilha, em Espanha.
Origem: A laranja é um fruto híbrido, criado na antiguidade a partir do cruzamento da cimboa com a tangerina. O sabor da laranja varia do doce ao levemente ácido. A laranja doce foi trazida da China para a Europa no século XVI pelos portugueses.  É por isso que as laranjas doces são denominadas "portuguesas" em vários países, especialmente nos Bálcãs (por exemplo, laranja em grego é portokali e portakal em turco), em romeno é portocala e portogallo com diferentes grafias nos vários dialetos italianos.
Ver Laranja
L i m a.
A lima (no Brasil conhecida como limão), fruto da limeira, é na verdade um termo ambíguo no contexto das frutas, referindo-se a um número de diferentes espécies de citrinos, com frutos tipicamentes redondos, verde-amarelados, com diâmetro de 3-6 cm, geralmente contendo polpa azeda, semelhantes ao limão.  Existe ainda frutos de outros géneros também chamados lima como por exemplo a lima espanhola e a lima almiscarada.
 
Esquerda: O fruto cortado transversalmente, em rodelas - Direita: Lima da Pérsia, florescendo.
 
Esquerda: Demonstração do tamanho típico dos frutos - Centro: Limeira com frutos. Direita: Frutos da Lima da Pérsia.
Origem: O termo lima é derivado do nome Persa Limu aquando da introdução da fruta na Europa durante as Cruzadas.  Não encontrei maiores informações.   -   Ver Lima
L i m ã o.
Os limoeiros são árvores pequenas (não atingem mais de 6 metros de altura), espinescentes, muito ramificadas, de caule e ramos castanho-claros; as folhas são alternas, oblongo-elípticas, com pontuações translúcidas; as inflorescências são de flores axilares, alvas ou violeta, em cacho.   Reproduz-se por estacas de galhos, em solo arenoso e bem adubado, de preferência em regiões de clima quente ou temperado.
 
Esquerda: Frutos fechados - Direita: Um fruto aberto e cortado transversalmente, junto com outros fechados.
Esquerda: Limoeiro em flor - Centro: Limoeiro com frutos. Direita: Ilustração com algumas características do Limão.
Origem: O limão (conhecido no Brasil e na Africa como limão siciliano ou limão verdadeiro; espécie Citrus x limon) é o fruto de uma pequena árvore de folha perene originária da região sudeste da Ásia, da família das rutácea.  O limão siciliano tem origem no Sudeste da Ásia, provavelmente no sul da China, ou Índia.  Sua história é por vezes pouco clara.   Ver Limão
M a ç ã.
A maçã é o fruto pomáceo da macieira, árvore da família Rosaceae.  É um dos frutos de árvore mais cultivados, e o mais conhecido dos muitos membros do gênero Malus que são usados pelos seres humanos.  As maçãs crescem em pequenas árvores, de folha caducifólia que florescem na Primavera e produzem fruto no Outono.
Macieira com flores.
Macieira com frutos.
 
Esquerda: Pomar de macieiras - Direita: Algumas variedades de maçã.
Origem: Maçã - A árvore é originária da Ásia Ocidental, onde o seu ancestral selvagem, Malus sieversii, ainda é encontrado atualmente.  As maçãs têm sido cultivadas há milhares de anos na Ásia e Europa, tendo sido trazidas para a América do Norte pelos colonizadores europeus.   As maçãs têm estado presentes na mitologia e religiões de muitas culturas, incluindo as tradições nórdica, grega e cristã.   -   Ver Maçã
M a m ã o.
Mamão papaia, o mais alongado - Mamão, papaia ou ababaia é o fruto do mamoeiro ou papaeira, árvores das espécies do gênero Carica, especialmente de Carica papaya.  Em Angola utilizam-se os termos mamão / mamoeiro para identificar o fruto mais arredondado, identificando papaia / papaeira com o fruto mais alongado e mais adocicado.
Mamoeiro com suas folhas e copa - Os frutos são bagas ovaladas, com casca macia e amarela ou esverdeada.  A sua polpa é de uma cor laranja forte, doce e macia.  Há uma cavidade central preenchida com sementes negras e rugosas, envolvidas por um arilo transparente.
Esquerda: Flores de mamoeiro macho. - Centro: Mamoeiro do tipo "mamão/mamoeiro" que identifica o fruto mais arredondado. - Direita: Fruto do segundo tipo, aberto, cortado longitudinalmente, mostrando a polpa e sementes.
Origem: Originalmente do sul do México e países vizinhos, é atualmente cultivada na maioria dos países tropicais e nos Estados Unidos, onde foi introduzido primeiramente na Flórida, Havaí, Porto Rico, e nas Ilhas Virgens.   -   Ver Mamão
M a n g a.
A manga é uma fruta do tipo drupa, de coloração variada: amarelo, laranja e vermelha, sendo mais roseada no lado que sofre insolação direta e mais amarelada ou esverdeada no lado que recebe insolação indireta.  Normalmente, quando a fruta ainda não está madura, sua cor é verde, mas isso depende do cultivo.  A polpa é suculenta e muito saborosa, em alguns casos fibrosa, doce, encerrando uma única semente grande no centro.  As mangas são usadas na alimentação das mais variadas formas, mas é mais consumida ao natural.
Flores de mangueira.
Flor de manga fecundada.
 
Esquerda: Frutos inteiros, encaixotados, prontos para a comercialização. - Direita: Fruto cortado longitudinalmente, mostrando sua polpa.   Abaixo da parte sombreada, da polpa, está a semente.
Origem: A manga é o fruto da mangueira (Mangifera indica L.), árvore frutífera da família Anacardiaceae, nativa do sul e do sudeste asiáticos desde o leste da Índia até as Filipinas, e introduzida com sucesso no Brasil, em Angola, em Moçambique e em outros países tropicais.  O nome da fruta vem da palavra malayalam manga e foi popularizada na Europa pelos portugueses, que conheceram a fruta em Kerala (que conseguiram pelas trocas de temperos).  A manga é a fruta nacional da India, Filipinas e Paquistão.   -   Ver Manga
M a n g a b a.
Mangaba é o fruto da mangabeira (Hancornia speciosa), também chamada de mangaba-ovo.  É comestível e utilizado na fabricação de sucos, sorvetes, doces e bebida vinosa.  No nordeste é muito apreciada.  Sergipe é o maior produtor brasileiro, vindo quase toda a produção da vegetação nativa, embora as primeiras áreas cultivadas estejam entrando em produção.  Neste estado, a mangaba é a fruta mais consumida na forma de sorvete e polpa concentrada.
Mangabeira com fruto.
Mangabas no pé.
 
Esquerda: Uma colheita de mangabas. - Direita: Uma pequena mangabeira.
Origem: A Mangabeira é nativa do Brasil, sendo encontrada também no Paraguai e leste do Peru.  No estado do Ceará, há uma cidade que recebeu o nome dessa árvore, devido à sua ocorrência natural na região, Lavras da Mangabeira, em área de cerrado e ecótonos com a floresta caducifólia espinhosa.   -   Ver Mangaba
M a r a c u j á.
Maracujá (do tupi mara kuya, "fruto que se serve" ou "alimento na cuia") é um fruto produzido pelas plantas do gênero Passiflora (essencialmente da espécie Passiflora edulis) da família Passifloraceae.  O nome da árvore é também conhecido como Maracujazeiro.
Flor do Maracujá.
Lavoura de Maracujá.
Lavoura de Maracujá.
 
Esquerda: Flor de Maracujá desabrochando. - Direita: Frutos prontos para comercialização.
Origem: Na Enciclopédia Wikipédia a origem não é afirmada, mas sugere. com a expressão: "É espontâneo nas zonas tropicais e subtropicais da América. Cultivada também pela sua flor ornamental (tal como as outras espécies do mesmo gênero botânico), a Passiflora edulis é cultivada com fins comerciais, devido ao fruto, no Caribe, no sul da Florida e no Brasil, que é o maior produtor - e também consumidor - mundial de maracujá" - Entretanto, no site: Portal São Francisco, consta a seguinte nota: "A primeira referência ao maracujá no Brasil foi em 1587 no Tratado Descritivo do Brasil como "erva que dá fruto". Maracujá é uma denominação indígena, de origem Tupi, que significa "alimento em forma de cuia". Porém, foi NIC. MONARDIS quem, em 1569, descreveu a primeira espécie do gênero Passiflora, a saber P. incarnata L., mas sob o nome de Granadilla. Essa planta, considerada extraordinária pela conformação de suas rubras flores, foi mandada de presente ao Papa Paulo V (1605-1621), que mandou cultivá-la com grande carinho em Roma e divulgar que ela representava uma revelação divina".   -   Ver Maracujá
M a r m e l o.
Frutos maduros do Marmelo   -   O marmeleiro (Cydonia oblonga), é uma pequena árvore, único membro do gênero Cydonia, da família Rosaceae, cujos frutos são chamados marmelos.
Frutos imaturos do Marmelo.
Flores de marmelo.
 
Esquerda: Marmeleiro com frutos. - Direita: Um pomar de marmelos.
Origem: O Marmelo é originário das regiões mais amenas da Ásia Menor e Sudeste da Europa.  Também é conhecido pelos nomes de marmeleiro-da-europa, marmelo e pereira-do-japão.   -   Ver Marmelo
M e l a n c i a.
A Melancia é uma planta rasteira e anual, com folhas triangulares e trilobuladas e flores pequenas e amareladas, gerando um fruto arredondado ou alongado, de polpa vermelha, suculenta e doce, com alto teor de água(Cerca de 90%) e diâmetro variável entre 25 e 140 cm.  A casca é verde e lustrosa, apresentando estrias escuras.
O fruto aberto em corte transversal, mostrando a polpa e sementes.
O fruto aberto em cortes longitudinal, conhecidos como "talhadas", mostrando a polpa e sementes.
Lavoura de melancias.
Origem: Melancia (Citrullus lanatus) é o nome de uma planta da família Cucurbitaceae e do seu fruto.  Trata-se de uma erva trepadeira e rastejante originária da África.  É cultivada ou aparece quase espontaneamente em várias regiões do Brasil, geralmente em áreas secas e de solo arenoso.  Originária da África, foi trazida ao Brasil por negros de origem Banto e Sudanês no processo de escravidão.   -   Ver Melancia
M e l ã o.
Melão, fruto fechado, maduro   -  O Melão (Cucumis melo L.) é uma fruta que existe inúmeras variedades cultivadas em regiões semi-áridas de todo o mundo, todas apresentando frutos mais ou menos esféricos, com casca espessa e polpa carnosa e suculenta, com muitas sementes achatadas no centro.  A cor e a textura da casca, bem como a cor e o sabor de sua polpa, variam de acordo com o cultivar.
Frutos maduros, fechados e, aberto e cortado longitudinalmente, mostrando a polpa e sementes e, alguns cortes longitudinais, em talhadas, já prontos para ser consumidos.
Lavoura de melões.
Origem: Melão (Cucumis melo L.) é uma fruta provavelmente nativa do Oriente Médio.   Existem inúmeras variedades cultivadas em regiões semi-áridas de todo o mundo.   -   Ver Melão
M o r a n g o.
Morango (Fragaria) é considerado, na linguagem vulgar, como o fruto vermelho do morangueiro, da família das rosáceas.  No entanto, em termos científicos não se pode considerar um fruto já que é constituído pelo receptáculo da flor original (composta), em volta do qual se dispõem os frutos (as sementes são visíveis sob a forma de grainhas).
O fruto cortado ao meio, longitudinalmente, mostrando a polpa.
 
Esquerda: Morangos prontos para comercialização. - Direita: Morangueiro com folhas, flores e frutos.
Origem: Na Enciclopédia Wikipédia não há qualquer menção à origem do morango.   -   Entretanto, no site: shvoong.com, consta a seguinte nota: "O morango é o fruto de uma planta da família Rosaceae, a mesma das rosas, maçãs, pêras e cerejas. É uma planta nativa das terras temperadas da Europa, mas que hoje em dia é cultivada com sucesso em grande parte do mundo".  No link "complemento", abaixo, disponibilizamos outras informações.   -   Ver Morango
P e q u i.
Esquerda: O Pequizeiro. - Direita: O fruto aberto mostrando a polpa.
O fruto no Pequizeiro.
O fruto no Pequizeiro.
Flores no Pequizeiro.
Flores desabrochando no Pequizeiro.
Vendedor ambulante de Pequi.
Origem: O Pequi (Caryocar brasiliense; Caryocaraceae) é uma árvore nativa do cerrado brasileiro, cujo fruto, embora muito utilizado na cozinha nordestina, em Goiás, Mato Grosso, Tocantins e norte de Minas Gerais, é considerado tipicamente goiano   -  Símbolo da cultura do estado brasileiro de Goiás, o pequi pode também ser encontrado em toda a região Centro-Oeste (considerada a capital da fruta) e nos estados de Rondônia (ao leste), Minas Gerais (norte e oeste), Pará (sudoeste), Tocantins, Maranhão (extremo sul), Piauí (extremo sul), Bahia (oeste), Ceará (sul), e nos cerrados de São Paulo e Paraná.   -   Ver Pequi
P ê r a.
 
Como as maçãs, a fruta da pera é um pomo. Há milhares de variedades domésticas de pera.  Em áreas tropicais, a palavra pera pode também ser utilizada para denominar abacate (Persea americana), fruto que não tem parentesco com as verdadeiras peras.
Flor da Pereira.
Pereira jovem produzindo.
 
Esquerda: Pereira em flores.   -   Direita: Pomar de peras.
Origem: Na Enciclopédia Wikipédia não há qualquer menção à origem da Pêra ou Pereira   -   Entretanto, no site: O Bem das Frutas, consta a seguinte nota: "Nome Científico: (Pyrus comunis), Origem: EUROPA (região mediterrânea) Pera (ou pêra) é o fruto (na verdade pseudofruto) comestível da pereira, uma árvore do género Pyrus L., família Rosaceae, e uma das mais importantes frutas de regiões temperadas. A pêra é o fruto originário da árvore denominada pereira. É cultivável em clima temperado e em regiões serranas de solo fértil".   -   Ver Pera
P ê s s e g o.
 
Esquerda: Fruto do pessegueiro, o pêssego, fechado.   -   Direita: Frutos maduros, fechados e, fruto aberto, cortado longitudinalmente, mostrando a polpa e o caroço.
Pessegueiro em flor.
 
Pessegueiro em flor.
 
Pessegos no pessegueiro.
Origem: O pessegueiro (Prunus persica) é uma árvore decídua, nativa da China e Sul da Ásia, de folhas alternas e serreadas, flores roxas e drupas pubescentes, comestíveis e com propriedades aperitivas e digestivas.   Possui inúmeras variedades hortícolas.  O pêssego foi trazido da Índia e do Oriente Médio na Antiguidade. O cultivo do pessegueiro também veio da China, passando pela Pérsia (Irã), e alcançou a Grécia por volta do ano 300 A.C. Alexandre, O Grande, introduziu a fruta na Europa após conquistar os persas. Os pêssegos já eram bem conhecidos pelos romanos no primeiro século antes de Cristo, sendo largamente cultivados na região da Emilia-Romagna. A espécie foi trazida para as Américas por exploradores espanhóis no século 16, e eventualmente chegou à Inglaterra e à França no século 17, quando era considerada uma fruta cara e apreciada.
Ver Pêssego
Pu3yka - Brasil - Natureza Brasileira - Flora do Brasil - Frutos - pág. 4