Notícias Locais/Regionais:
    Diário Popular - Pelotas, RS 
    Correio do Povo - P. Alegre, RS 
    Zero Hora - Porto Alegre, RS
 
    Jornal Agora - Rio Grande, RS 

clicRBS

Últimas notícias

Carregando...

  Clima:   
   Pelotas - RS 
   Toda Região Sul 
   Geral - escolher região 
   Região sujeita a Raios/Trovoadas 
 WebCams no Brasil:   
  Rio de Janeiro-RJ Copacabana 
  R. de Janeiro-Copacabana Palace hotel 
  Natal-RN Ponta Negra beach 
  R. Janeiro Copacabana Beach Posto6 
  Santos-SP Itapecirica 
  Guarujá-SP - 16 Câmeras Robóticas 
 Câmeras pelo mundo:   
  Câmeras no mundo - Seleção e pesquisa 
Click to get your own widget
Osmar do Prado e Silva

...

Veja imagens de Satélite em Tempo Real   
Clique na imagem


Porto - Porto de Pelotas - O Porto de Pelotas é um porto fluvio-lacustre localizado às margens do canal São Gonçalo, que liga as lagoas dos Patos e Mirim, no bairro de mesmo nome, o Porto, onde se situam também algumas empresas exportadoras de grãos, ou importadora de diversos produtos alimentícios, como as empresas: Moínhos Cotada, Moínhos Rio Grandenses, Cooperativa de Lãs, entre outras. Possiu três armazéns com 6000m² de área coberta para armazenagem de carga, e um terminal de carvão mineral com 5000m², além de um terminal particular. O Porto é administrado pela Superintendência de Portos e Hidrovias, órgão do governo estadual, e recebeu a condição de porto alfandegado, ou seja, autorização para operar com comércio exterior, da Receita Federal do Brasil. Considerando sua proximidade com o porto de Rio Grande, é também um porto alimentador. Exerce importante papel no processo de desenvolvimento econômico da metade sul do estado na geração de trabalho e renda e na diminuição dos custos logísticos para as empresas exportadoras e importadoras da região. As operações de cargas e descargas são efetuadas com rapidez e segurança, garantidas pela constante qualificação do trabalho, da modernização dos seus equipamentos, da conservação e adequação dos armazéns e da segurança realizada por profissionais especializados. Tem boa disponibilidade de armazenagem em áreas fechadas ou abertas. O porto oferece os serviços de suprimento de água e energia elétrica e mão-de-obra cadastrada no Orgão Gestor de Mão–de-Obra. É constituído de 1 cais acostável de 3 berços, com extensão total de 500 metros, e 3 armazéns, para carga geral e granéis. A área do porto é composta pelas instalações portuárias terrestres existentes na margem esquerda do Canal do Engenho, desde o arroio Santa Bárbara até o arroio Pepino, abrangendo todos os cais, docas, pontes, píeres de atracação e de acostagem, armazéns, pátios, edificações em geral, vias internas de circulação rodoviárias e ferroviárias, terrenos adjacentes e, na margem direita do Canal do Engenho, pela Ilha de José Malandro. A infra-estrutura de proteção e acessos aquaviários compreende os canais do Engenho, da Boca do Arroio, do Araçá, da Foz de São Gonçalo e da Barra, até o Canal da Setia e áreas adjacentes a esse, até as margens das instalações terrestres do porto.
Mais Detalhes
Portão de entrada pela frente dos Armazéns do Porto
O canal São Gonçalo no Porto de Pelotas
 
Exportando transformadores para os Estados Unidos em 25/08/2010
Vista do Convés do Navio São Sebastião em 11/04/2010
Vista a partir do convés do Navio São Sebastião em 11/04/2010, à frente, a ponte movel ferroviária e, adiante desta, as duas pontes rodoviárias que ligam os municípios de Pelotas e Rio Grande
Vista a partir do convés do Navio São Sebastião em 11/04/2010, à frente, a ponte movel ferroviária e, adiante desta, as duas pontes rodoviárias que ligam os municípios de Pelotas e Rio Grande
 
Vista a partir do atracadouro, à frente, a ponte movel ferroviária e, adiante desta, as duas pontes rodoviárias que ligam os municípios de Pelotas e Rio Grande
 
Imagens na área dos equipamentos de carga e descarga no atracadouro em frente aos armazéns do Porto
 
Imagens na área dos equipamentos de carga e descarga no atracadouro em frente aos armazéns do Porto
 
Imagens na área dos equipamentos de carga e descarga no atracadouro em frente aos armazéns do Porto
 
Imagens na área dos equipamentos de carga e descarga no atracadouro em frente aos armazéns do Porto
 
Imagens na área dos equipamentos de carga e descarga no atracadouro em frente aos armazéns do Porto
 
Imagens na área dos equipamentos de carga e descarga no atracadouro em frente aos armazéns do Porto
 
Imagens na área dos equipamentos de carga e descarga no atracadouro em frente aos armazéns do Porto
 
Imagens na área dos equipamentos de carga e descarga no atracadouro em frente aos armazéns do Porto
 
Imagens na área dos equipamentos de carga e descarga no atracadouro em frente aos armazéns do Porto
 
Imagens na área dos equipamentos de carga e descarga no atracadouro em frente aos armazéns do Porto
 
Imagens na área dos equipamentos de carga e descarga no atracadouro em frente aos armazéns do Porto
 
Esquerda: Vista interna da oficina de manutenção dos aproximadamente 200 equipamentos de sinalização da Lagoa Dos Patos. Direita: Um dos equipamentos de sinalização já recuperado
Vista externa da frente dos Armazéns do Porto
 
Vista externa da frente dos Armazéns do Porto
Porto de Pelotas - Nova Administração
Organograma.
Os sites mencionado em "mais detalhes" ("http://hidroviasinteriores.blogspot.com/2011/01/apos-perder-o-porto-de-pelotas-qual.html") foi removidos da Internet pelo seu gestor.
Notícias extraídas do site Hidrovias Interiores, lincado abaixo sob o título "Mais Detalhes" dão conta de que o Porto de Pelotas deixa de ser administrado pela SPH - Superintendência de Portos e Hidrovias, desde 07/01/2011, conforme o texto abaixo:
* sexta-feira, 7 de janeiro de 2011 - Após perder o Porto de Pelotas, qual será a nova estrutura da SPH? *
* Muitos diretores, poucas atribuições. No final do ano passado, foi aprovada na Assembléia Legislativa a transferência do Porto de Pelotas para a Superintendência do Porto de Rio Grande (Suprg), fato que cria a necessidade de ajustar a atual estrutura organizacional da SPH à nova situação.
* Na situação anterior já era visível a existência de diretorias em excesso; agora, com a transferência do Porto de Pelotas para a Suprg, fica evidente que alguma coisa deverá ser feita no sentido de ajustar e corrigir tal anomalia administrativa. O organograma abaixo mostra a situação atual.
* O organograma acima mostra que atualmente existem quatro diretorias, a saber: Diretor Superintendente (DS), Diretor Administrativo-Financeiro (DAF), Diretor de Portos (DP) e Diretor de Hidrovias (DH).  Estavam vinculadas à DP apenas duas divisões - uma para o porto de Porto Alegre (DIPPA), outra para o porto de Pelotas (DIPPEL).
* A primeira conseqüência da perda do porto de Pelotas é admitir que, em termos organizacionais, não faz sentido manter uma diretoria dedicada somente a uma divisão (DIPPA); além disso, boa parte da atual extensão do porto da Capital será reurbanizada através da revitalização do Cais Mauá, sendo que as operações portuárias já estão concentradas no Cais Navegantes.
* Por outro lado, as instalações do terminal da SPH em Cachoeira do Sul, impropriamente denominadas de "Porto de Cachoeira do Sul", são extremamente modestas, e estão desativadas. De qualquer forma, o Governo Federal já providenciou sua transferência para o município, com a autorização de arrendamento para terceiros (provavelmente para a Granol).
*Porto de Pelotas é desmembrado da Superintendência de Portos e Hidrovias (SPH)
Projeto de Lei nº 267 /2010 - Poder Executivo
Institui o Quadro de Pessoal da Superintendência do Porto de Rio Grande - SUPRG - e dá outras providências.
Imagem aérea do Porto de Pelotas
Pu3yka - Rio Grande do Sul - Pelotas - Bairros - Porto - Porto de Pelotas