Notícias Locais/Regionais:
    Diário Popular - Pelotas, RS 
    Correio do Povo - P. Alegre, RS 
    Zero Hora - Porto Alegre, RS
 
    Jornal Agora - Rio Grande, RS 

clicRBS

Últimas notícias

Carregando...

  Clima:   
   Pelotas - RS 
   Toda Região Sul 
   Geral - escolher região 
   Região sujeita a Raios/Trovoadas 
 WebCams no Brasil:   
  Rio de Janeiro-RJ Copacabana 
  R. de Janeiro-Copacabana Palace hotel 
  Natal-RN Ponta Negra beach 
  R. Janeiro Copacabana Beach Posto6 
  Santos-SP Itapecirica 
  Guarujá-SP - 16 Câmeras Robóticas 
 Câmeras pelo mundo:   
  Câmeras no mundo - Seleção e pesquisa 
Click to get your own widget
Osmar do Prado e Silva

...

Veja imagens de Satélite em Tempo Real   
Clique na imagem


Outras instituições - Caridade e Assistência Social - Na Cidade Antiga, as instituições de caridade e assistência social, fazendo ou não parte da história de Pelotas e de sua históra. Quando couber, as fontes associadas a determinada apresentação serão citadas.
Instituto São Benedito
Instituto São Benedito - Vista parcial do Institudo São Benedito, na Praça José Bonifácio, desde a esquina da rua Dr. Miguel Barcelos. - Década de 1990. - Foto: www.almanequedepelotas.com.br/almanaque-v3.pdf-Imagem 148/644.
Albergue Noturno Pelotense
Albergue Noturno Pelotense - na rua Padre Felício, entre as ruas Andrade Neves e 15 de Novembro. - Década de 1990. - Foto: www.almanequedepelotas.com.br/almanaque-v3.pdf-Imagem 150/644. Retorna ao topo
Asilo de Mendigos
Asilo de Mendigos de Pelotas. - Fundado pelo jornalista Antônio Joaquim Dias na década de 1880, o Asilo de Mendigos de Pelotas, com a finalidade de fornecer abrigo e alimento aos mendigos da cidade.  O projeto contou com o investimento de João Augusto de Freitas, que ofereceu uma quantia de 825.147 réis, para o auxílio à construção do prédio.   Promulgada a ideia para a fundação de um asilo, ficou estabelecida em 1885 a Sociedade Beneficente Asilo de Mendicidade. Mudando o nome em junho de 1894, se chamando Asilo de Mendigos de Pelotas.  No dia 1º de julho de 1917 um mendigo vestindo o uniforme do Asilo saiu pelas ruas da cidade com uma carroça, com a finalidade de recolher donativos para a entidade.  A carroça foi feita na Fábrica de Carruagens de Luiz Schröder, e era muito conhecida pelos pelotenses, sendo o trabalho realizado até a década de 1940.  Antonio Joaquim Dias chegou ao Brasil, como imigrante pobre.   Nascido em Portugal, chega ao Rio Grande do Sul com 13 anos.  Inicia como empregado do Diário do Rio Grande, onde aprende a arte da tipografia.  Em 1869, radicou-se em Pelotas, onde viria a casar com Cezaria Dias, fundando, nessa cidade, o Jornal do Comércio, em 1870, que viria a vender, mais adiante.  Em janeiro de 1875, fundou o jornal o Correio Mercantil, sob o lema "não aceitamos responsabilidade de testas de ferro", iniciando um jornalismo independente e aberto, assegurando estável renda publicitária.  Dias exerceu papéis representativos na cidade, foi sócio benemérito da Biblioteca Pública Pelotense, sócio efetivo da Associação Emancipadora Clube Abolicionista, além de ser o Idealizador e fundador do Asilo de Mendigos de Pelotas.
Texto: https://www.facebook.com/Olharessobrepelotas/ Retorna ao topo
Asilo de Órfãs Nossa Senhora da Conceição
Asilo de Órfãs Nossa Senhora da Conceição - O prédio do Asilo de Órfãs Nossa Senhora da Conceição foi construído em 1885 na Rua Gonçalves Chaves, 602. Ocupa o quarteirão inteiro, formado pelas ruas Gonçalves Chaves, Barão de Butuí, Santa Cruz e, Princesa Isabel. A rua que aparece à esquerda é a Princesa Isabel. Há muitos anos ocupou parte ou todo o quarteirão adjacente com frente para a Rua Santa Cruz, e fundos para a Rua Barroso, onde tinha sua chácara. Este quarteirão abriga, atualmente, em aproximadamente 30% de sua área, o INSS, no restante há construções de lojinhas e uns poucos edifícios de pequeno porte.
Pu3yka - Pelotas - Cidade Antiga - Outras Instituições - Caridade