Notícias Locais/Regionais:
    Diário Popular - Pelotas, RS 
    Correio do Povo - P. Alegre, RS 
    Zero Hora - Porto Alegre, RS
 
    Jornal Agora - Rio Grande, RS 

clicRBS

Últimas notícias

Carregando...

  Clima:   
   Pelotas - RS 
   Toda Região Sul 
   Geral - escolher região 
   Região sujeita a Raios/Trovoadas 
 WebCams no Brasil:   
  Rio de Janeiro-RJ Copacabana 
  R. de Janeiro-Copacabana Palace hotel 
  Natal-RN Ponta Negra beach 
  R. Janeiro Copacabana Beach Posto6 
  Santos-SP Itapecirica 
  Guarujá-SP - 16 Câmeras Robóticas 
Praias do Laranjal - Balneário Valverde - História
O Balneário Valverde foi fundado por Arthur Augusto Assumpção, nascido na cidade de Pelotas no dia 11 de Abril de 1887, filho do médico Antônio Augusto Assumpção e de Leocádia Gomes da Silva Tavares de Assumpção. Da Estância do Laranjal, como herança, lhe coube um quinhão de terras, as quais ele batizou com o nome de "Villa Juditte".
Possivelmente, o nome dado ao estabelecimento homenageava sua esposa Judith de Assumpção de Assumpção. Deste matrimônio nasceu Helena Assumpção de Assumpção.
No ano de 1958, deu início ao loteamento do Balneário Valverde. Primeiramente, a obra tinha como responsáveis técnicos Mayer Menda e o engenheiro José Mabil de Ripoll. Depois, esses foram substituídos pelo arquiteto Geraldo Delanoy e pelo engenheiro Cícero Haical.
A vila Residencial Balneário Valverde tem como limites: ao norte - Balneário Santo Antônio; e ao sul - as terras de propriedade de Alfredo Augusto de Assumpção (atual Pontal da Barra); a leste - a Laguna dos Patos e a oeste - a propriedade de Arthur Augusto de Assumpção. A princípio este loteamento se deu em duas partes. Nas plantas aprovadas na Prefeitura Municipal de Pelotas não consta às datas em que as etapas foram aprovadas. (planta da fazenda do laranjal pertencente Dr. Antônio A. Assumpção, datada em 1939)
Em relação à segunda etapa, o Balneário Novo Valverde, de acordo com a busca realizada na Secretaria Municipal de Urbanismo, apresenta-se irregular. Seu memorial descritivo foi datado em 10 de março de 1960. (Memorial Descritivo, 1960)
Referências:
GUTIERREZ, Ester J. B. Negros e Charqueadas e Olarias: um estudo sobre oespaço pelotense. 2º ed. Pelotas: Ed. UFPel, 2001
LÉON, Zênia de Casarões contam sua história, 1°volume, Pelotas, 1992. Biblioteca Pública de Pelotas visita em: 26/06/2009
ETCHEVERRY, José V. Laranjal vol. 2 (1948 a 1979), Pelotas, 1997. Biblioteca Pública de Pelotas visita em: 26/06/2009
POLIDORI, Maurício Couto e outros. Projeto Laranjal XXI - Pré Diagnóstico Global. Pelotas: FAURB, 1992.
Pu3yka - Rio Grande do Sul - Pelotas - Praias - Laranjal - Balneário Valverde - História